Mediadores da Defensoria obtém índices elevados de negociação e satisfação

Porto Alegre (RS) – Desde a implementação do Centro de Referência em Mediação e Conciliação (CRMC) em julho de 2017, a Defensoria Pública, por meio da Unidade Central de Atendimento e Ajuizamento (UCAA), vem trabalhando permanentemente na prevenção, na pacificação das relações familiares e no incentivo à cultura de paz no âmbito do Direito de Família.

Para isso, o CRMC capacitou 27 mediadores aptos a facilitar a negociação de conflitos em processos extrajudiciais, cuja utilização de métodos autocompositivos obteve elevados índices de negociação e satisfação dos assistidos, comprovados através de pesquisa de opinião realizada após as mediações. Ao todo, já foram realizadas 224 sessões de mediações com quase 90% de acordos firmados.

Marcada pela informalidade, simplicidade, solidariedade, celeridade e oralidade, a mediação realizada no CRMC é uma alternativa permanente ao ajuizamento de ações no Judiciário gaúcho. Ela objetiva esclarecer direitos e deveres do cidadão na área do Direito de Família, expostos com ferramentas de trabalho que visam o restabelecimento do diálogo e da harmonia familiar.

Efetivo

De um total de 224 sessões realizadas entre agosto e dezembro de 2017, numa média de 45 por mês, 215 assistidos responderam questionário com perguntas relativas à efetividade, a resultados, à participação, ao diálogo, à imparcialidade e ao repasse de informações nas mediações, dentre outros.

Destes, 89,7% relataram terem conseguido uma solução para o conflito, 87% manifestaram satisfação com o resultado da mediação e 91,6% registraram como muito justo e justo o acordo firmado. Cerca de 98% afirmaram que tiveram oportunidade de se pronunciar nas sessões e ao menos 86% assinalaram totalmente imparcial ou imparcial a atuação do mediador nas medições.

Em relação ao repasse de informações e à condução das atividades pelo mediador, mais de 97% indicaram terem recebido conhecimentos acerca de seus direitos e deveres e 98% observaram como positivo o trabalho desenvolvido pelo mediador. Sobre a melhoria do diálogo após a mediação, 89% confirmaram positivamente e 90% indicariam a mediação para algum conhecido.

Além disso, 84% disseram que procurariam novamente a mediação em caso de novo conflito, 92% apontaram como extremamente confortável e confortável o índice de confortabilidade durante a realização das mediações e 95% negaram ter sofrido pressão para realizar acordo.

O que é mediação?

A Mediação é um método de solução de conflitos na qual uma terceira pessoa, neutra e imparcial, facilita o diálogo entre as partes. Nela, de forma solidária e autônoma, as partes buscam chegar a um acordo de interesses e necessidades comuns.

Seja atendido você também!

O Centro de Referência em Mediação e Conciliação está localizado na Av. Borges de Medeiros, 1945, 8º andar. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h30 às 18h. Outras informações podem ser obtidas pelo (51) 3228 9425.

© 2019 Píppi e D'Aló. Todos os direitos reservados

Desenvolvido por  Bublitz.ag