Buscar

Nova lei de recuperação judicial já está em vigor



A atualização das regras dará mais fôlego para a recuperação de empresas em dificuldades financeiras e, assim, permitirá a manutenção de suas atividades.


A reforma possibilita apresentação de plano de recuperação judicial pelos credores. Antes, somente o devedor podia propor as condições de renegociação.


Também permite que empresas tomem financiamentos na fase de recuperação judicial e autoriza o parcelamento de dívidas tributárias federais.


Na avaliação do governo, o efeito econômico sobre as companhias ainda está por vir. Por isso, a entrada em vigor da Lei nº 14.112/2020 ocorre em um bom momento.

1 visualização0 comentário

© 2019 Píppi e D'Aló. Todos os direitos reservados

Desenvolvido por  Bublitz.ag